Católicos apelam à publicidade para conseguirem novos padres

A propaganda visa conquistar
pessoas vocacionadas para o
serviço religioso; não será
esse um grande risco que os
católicos estejam correndo de
se aumentarem os escândalos
contra eles próprios?

    As coisas estão mesmo difíceis para os religiosos europeus: na Áustria, uma grande organização à serviço da Igreja Católica Romana, diante da dificuldade para recrutar novos padres e freiras, achou uma solução inusitada para conquistar novos sacerdotes: espalhou pelas ruas de Saint Polten, uma província de 1.600.000 habitantes, 80 outdoors e 300 cartazes com a mensagem: “A missão: aqueles que dão, recebem ainda mais.“; a campanha visa encorajar pessoas que tenham vocação religiosa a encararem o celibato. Essa medida extrema é explicada pela grande queda no número de católicos praticantes em toda a europa; na Áustria, 64% da população se declara católica, mas as missas estão vazias e as suas 423 paróquias contam com apenas 244 sacerdotes; outra grande preocupação para o clero austríaco é que a maioria dos padres e bispos já estão com mais de sessenta anos de idade e não existem jovens no seminário. Essa decadência é resultado dos constantes e recentes escândalos de corrupção e pedofilia envolvendo a igreja e a falta de ação do Vaticano para resolvê-los. Como bem sabemos, o cristianismo como um todo, na Europa, passa
por uma séria crise; pois esse continente, que é conhecido como o berço cristão dos últimos séculos, tem agora sua população com a atenção mais voltada para o dinheiro e as demais coisas seculares. Os missionários evangélicos sofrem muito nesses países, porque aonde impera o materialismo dificilmente alguém se interessa em buscar a Deus. Mas, quanto à dificuldade de se conseguir obreiros para o trabalho e a propagação da mensagem de Cristo, não é expondo-se ao risco do apelo à publicidade que ele será resolvido, pois isso aumenta o perigo de que sejam recrutados pessoas não vocacionadas, mas sim atraídas por uma alternativa de emprego, o que certamente fará com que se aumentem muito mais os casos de corrupção e escândalos sexuais, principalmente no caso do catolicismo, aonde uma vida reservada e o celibato são grandes desafios para os seus ministros. Uma igreja realmente direcionada por Deus não entregaria seus cargos de liderança a pessoas desconhecidas que provavelmente têm outros interesses particulares, mas sim se colocaria em consagração na presença do Senhor, rogando-lhe para que mande ceifeiros para a sua seara, conforme aprendemos em Mateus 9:37,38.

Fonte: Diversas Agências de Notícias
Texto: Jonas M. Olímpio

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s