Por que precisamos frequentar a igreja?

Igreja é um lugar de aprendizado,
valorização e prática de tudo o que
a Bíblia ensina sobre santificação,
amor e comunhão
    Essa é uma pergunta muito comum, não somente fora, mas também dentro da igreja. Pois muitos evangélicos têm questionado a necessidade de frequentar os cultos e de serem membros de uma congregação para adorar, servir e ter comunhão com Deus. O argumento desses “crentes sem igreja”, ou “desigrejados”, é o seguinte: “Se Deus está em todos os lugares, por que eu preciso buscá-lo dentro de um templo?”; e, baseando-se na superficialidade de uma tese meramente racional, ou seja: de uma opinião levada pela ótica humana sem se considerar seu significado espiritual, eles chegam à conclusão de que as instituições religiosas somente querem ganhar fama e se enriquecer às custas de seus membros não ajudando em nada na comunhão entre o homem e Deus, e assim decidem que podem muito bem servir ao Senhor sozinhos. De fato, não podemos negar a existência de líderes corruptos, mas o fato de haver corrupção em todas as instituições existentes na terra, não nos dá o direito de fugir dos meios de convívio social que participamos, não é mesmo? E por que com a igreja do Senhor seria diferente? Será que ela é mais imunda do que a
política, os ambientes de trabalho, as escolas e todos os outros lugares? A grande verdade é que o maligno espírito da hipocrisia trabalha na mente humana de uma tal forma que, de todas as maneiras, ajuda o homem a arrumar uma desculpa para afastar-se de seu Criador.
Ser membro de um corpo representa
caminhar junto com pessoas que
creem, pensam e agem da mesma
forma, tendo todas em comum o
mesmo destino
    Ser cristão não é o simples fato de acreditar, mas sim fazer parte do Corpo de Cristo[1]! Será que isso é só uma questão de opinião? Então vejamos o que a Bíblia diz sobre isso: na primeira Epístola à Igreja da cidade de Corinto, capítulo 12 e versículo 12, o Apóstolo Paulo escreveu o seguinte: Porque, assim como o corpo é um, e tem muitos membros, e todos os membros, sendo muitos, são um só corpo, assim é Cristo também. Aqui ele esclarecia aos crentes coríntios várias dúvidas em relação aos dons espirituais. E não há como questionar que quando ele menciona a palavra “membros” e “corpo”, está se referindo a cada irmão como membro do Corpo de Cristo, ou seja: a toda a congregação[2] como uma igreja[3] cristã. A palavra “igreja” vem do grego “ekklesia”, e significa “chamados para fora (ek: para fora; klesia: chamados) e, dentro do contexto bíblico é definida como reunião, congregação, assembléia[4] ou ajuntamento de pessoas com objetivo religioso e, na língua portuguesa, normalmente também a usamos para nos referir à construção física do local de culto que na Bíblia é traduzida como templo. Então, de acordo com o texto bíblico que acabamos de ler, Paulo estava falando com uma igreja e não com crentes de modo individual, pois o sentido de suas palavras nos dá a perfeita noção de união; isso quer dizer que ele estava ensinando sobre algo que não poderia ser praticado com perfeição por uma pessoa isolada de grupo. Antes de prosseguir, tenho só uma pergunta: um membro consegue permanecer vivo se for amputado do corpo?
Todo rebanho precisa de um pastor,
pois foi para isso que o Senhor Jesus
separou muitos de seus servos;
aqueles que acham que podem se
apascentar sozinhos são ovelhas
rebeldes perdidas fora do aprisco,
totalmente vulneráveis aos ataques
do lobo e que enquanto não se
juntarem às demais, não podem ser
consideradas como parte do rebanho
do Supremo Pastor
    A Bíblia nos ensina a amar e ter comunhão[5] com os irmãos; mas como posso dizer que amo e que tenho comunhão se não consigo nem me sentar ao lado deles para adorar a Deus? É realmente indiscutível o fato de que a má conduta de alguns – principalmente dos de cima – nos levam a ver a instituição chamada igreja com maus olhos, porém não devemos deixar que nossos sentimentos carnais nos ceguem a ponto de enxergarmos a igreja simplesmente como uma instituição e não como a união dos membros do Corpo de Cristo. Não podemos permitir que as dificuldades nos impeçam de aceitar que o Senhor cumpra os seus propósitos em nossa vida. É necessário entender que sempre haverá “razões” para não fazermos o que é certo, mas que se deixarmos a carnalidade de lado e pedirmos visão espiritual, conseguiremos enxergar que, em meio a tantas contrariedades, há muitos motivos sim para fazermos parte da Igreja do Senhor e adorá-lo não só em espírito, mas também em verdade dentro dos templos construídos para a reunião dos seus servos, pois ir ao templo é:
  • Sinal de alegria (Sl 122:1);
  • Demonstração de comunhão (2ª Co 9:12);
  • Ter desejo de louvar (Sl 149:1);
  • Prova de amor (At 2:42);
  • Ter vontade de aprender a Palavra (At 15:31[6]);
  • Sentir necessidade de testemunhar as bênçãos (At 15:4);
  • Assumir o compromisso pregar a Palavra (At 5:20);
  • Compartilhamento dos dons (2ª Co 9:13[7]);
  • Procurar um lugar apropriado para orar (At 3:1[8]);
  • Fazer parte de um povo que foi ajuntado por Deus (Is 56:7,8);
  • Querer sentir-se edificado firme na Rocha que edificou a Igreja (Mt 16:18);
  • Desejar viver de acordo com os procedimentos divinos (1ª Tm 3:14,15).
De fato, os escândalos dos obreiros
fraudulentos tem desincentivado a
muitos de participarem de qualquer
instituição religiosa, mas o nosso
alvo é Jesus Cristo e é para Ele que
devemos olhar; não podemos
permitir que nada nos separe do
seu amor

    É claro que não devemos encarar nossa freqüência no templo como uma condição para a salvação (Jo 4:20,21); mas se realmente queremos ser chamados de servos[9] do Senhor, não há como trabalharmos para Ele, estando fora da sua casa. Além do mais, se, como dizem alguns, a existência de templos fosse desnecessária ou até mesmo reprovada por Deus, Ele não teria, desde o princípio, mandado construir o tabernáculo e posteriormente um templo; e, já no Novo Testamento, todas as epístolas, incluindo as cartas do Apocalipse não teriam sido endereçadas às igrejas tendo como destinatários os seus pastores. O fato de, desde os tempos bíblicos até hoje, muitas vezes o Senhor ter corrigido as igrejas, não significa que ele seja contra a existência de seus templos, muito pelo contrário, a correção sempre foi para uma melhor qualidade nos cultos prestados a Ele (1ª Co 14:39,40). 
Somos frágeis seres feitos de barro
que sozinhos tem dificuldades para
se manter de pé; a união é um fator
fundamental, pois quando um cai,
há vários outros para ajudá-lo a
se levantar
    Conforme vimos em 1ª Coríntios 12:12, se o Corpo é um, significa que Ele não pode estar dividido, pois um corpo dividido não tem vida; então para estarmos espiritualmente vivos devemos estar unidos. O corpo tem muitos membros; como sabemos, cada membro tem sua função específica para que tudo funcione bem. E os membros, apesar de serem muitos, são um só corpo; isso quer dizer que não importa a função de cada um, mas todos fazem parte do mesmo Corpo e que se forem desligados dEle não terão utilidade. Fazer parte de uma congregação é extremamente importante para a sobrevivência do crente: veja só esse exemplo: a Bíblia menciona a existência de vários dons e, de uma forma ou de outra precisamos de todos eles; porém, ninguém exerce absolutamente todos, mas somente na Igreja, juntamente com nossos irmãos, sendo um só Corpo, podemos compartilhar de todos eles. E, só para finalizar, o único lugar que sabemos que não haverá templo será no céu (Ap 21:10,22).

Comunhão não é algo que existe
por si só: ela depende da união; uma
das coisas que Jesus mais ensinou foi
a prática do amor, e como posso
dizer que amo se não estiver unido
em comunhão com os meus irmãos?
Viver somente para si mesmo e dizer
que está cumprindo a vontade de
Deus é hipocrisia!
[1]Corpo de Cristo: A Igreja e seus membros (1ª Co 12:12-31; Ef 4:16; 5:30).
[2]Congregação: [do grego: Ekklesia]. Reunião de cidadãos chamados para fora de seus lares para algum lugar público, assembléia. Assembléia do povo reunida em lugar público com o fim de deliberar. Assembléia dos israelitas. Qualquer ajuntamento ou multidão de homens reunidos por acaso, tumultuosamente num sentido cristão. Assembléia de Cristãos reunidos para adorar em um encontro religioso. Grupo de cristãos, ou daqueles que, na esperança da salvação eterna em Jesus Cristo, observam seus próprios ritos religiosos, mantêm seus próprios encontros espirituais,  e administram seus próprios assuntos, de acordo com os regulamentos prescritos. Aqueles que em qualquer lugar, numa cidade, vila, etc, constituem um grupo e estão unidos em um só corpo. Totalidade dos cristãos dispersos por todo o mundo. Assembléia dos cristãos fieis já falecidos e recebidos no céu. Israel considerado como povo ou nação (Êx 12:3). O povo reunido, especialmente para fins religiosos (1º Rs 8:14; Hb 10:25).
[3]Igreja: Grupo de seguidores de Cristo que se reúnem em determinado lugar para adorar a Deus, receber ensinamentos, evangelizar e ajudar uns aos outros (Rm 16:16). A totalidade das pessoas salvas em todos os tempos (Ef 1:22).
[4]Assembléia: Reunião sagrada, política ou festiva). Ajuntamento, companhia, grupo. Conselho. Convocação. Organização.
[5]Comunhão: Associação com uma pessoa, envolvendo amizade com ela e incluindo participação nos seus sentimentos, nas suas experiências e na sua vivência (1ª Co 1:9; 10:16; 2ª Co 13:13; Fp 2:1; 3:10; 1ª Jo 1:3,6,7). Relacionamento que envolve propósitos e atividades comuns; parceria (At 2:42; 2ª Co 6:14; Gl 2:9; Fm 1:6).
[6]Exortar: Aconselhar; animar; encorajar (Rm 12:8; Tt 2:15). O verbo “exortar”, que corresponde a parakaleo (no grego), não tem o sentido de “repreender”.
[7]Liberalidade: Generosidade (2ª Co 9:13).
[8]Hora nona: A hora nona corresponde a 3 horas da tarde, pois a sexta hora dos judeus coincide com a décima segunda do dia tal como dividida pelo nosso método. A primeira hora do dia judeu equivale a 6 horas da manhã para nós.
[9]Servo: Empregado (Mt 25:14). Escravo (Gn 9:25). Pessoa que presta culto e obedece a Deus (Dn 3:26; Gl 1:10).

Jonas M. Olímpio

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s