O Governo do AntiCristo

Estudo Bíblico Baseado na Escola Bíblica Dominical da CPAD | 2º Trimestre de 2012 – Lição 10 | AD Belém – Setor 20 (Arujá/SP) – Congr. Pq. Rodrigo Barreto I | Jonas M. Olímpio
Para chegar ao governo, o
AntiCristo não se manifestará
como um adepto de Satanás,
mas sim como um emissário de
Deus: o próprio Cristo

Texto Áureo

    Filhinhos, é já a última hora; e, como ouvistes que vem o anticristo[1], também agora muitos se têm feito anticristos, por onde conhecemos que é já a última hora. (1ª Jo 2:18)?
Verdade Prática
    O espírito do AntiCristo já opera no mundo. Portanto, combatamo-lo com a Palavra de Deus e com a divulgação do Evangelho de Cristo até aos confins da terra.
Leitura Bíblica em Classe
    Apocalipse 13:1-9 – E vi subir do mar uma besta[2] que tinha sete cabeças e dez chifres, e sobre os seus chifres dez diademas[3], e sobre as suas cabeças um nome de blasfêmia. 2E a besta que vi era semelhante ao leopardo, e os seus pés como os
de urso, e a sua boca como a de leão; e o dragão[4] deu-lhe o seu poder, e o seu trono, e grande poderio. 3E vi uma das suas cabeças como ferida de morte, e a sua chaga[5] mortal foi curada; e toda a terra se maravilhou após a besta. 4E adoraram o dragão que deu à besta o seu poder; e adoraram a besta, dizendo: Quem é semelhante à besta? Quem poderá batalhar contra ela? 5E foi-lhe dada uma boca, para proferir grandes coisas e blasfêmias; e deu-se-lhe poder para agir por quarenta e dois meses. 6E abriu a sua boca em blasfêmias contra Deus, para blasfemar do seu nome, e do seu tabernáculo[6], e dos que habitam no céu. 7E foi-lhe permitido fazer guerra aos santos, e vencê-los; e deu-se-lhe poder sobre toda a tribo, e língua, e nação. 8E adoraram-na todos os que habitam sobre a terra, esses cujos nomes não estão escritos no livro da vida do Cordeiro que foi morto desde a fundação do mundo. 9Se alguém tem ouvidos, ouça.
A Besta que subiu do mar é o
AntiCristo; sete cabeças são
sete reis (líderes políticos);
dez chifres são dez nações
diretamente ligadas ao poder; os
diademas representam o tempo de
reinado de cada rei

Introdução

  •          Conforme o tempo passa, vemos os sinais da volta de Jesus se manifestarem de forma cada vez mais claras;
  •          Os problemas estão aumentando tanto na área política, quanto social, climática e religiosa.
  •          Certamente você já ouviu falar sobre a “Nova Ordem Mundial[7]”, pois o seu preparo já está em fase avançada, e a sua completa concretização está mais perto do que parece.
  •          A intensificação dos ataques contra Israel, o crescimento da economia globalizada, o desejo de muitas pessoas por um único governante e, entre muitas coisas, projetos de implantação de chips para controle total de toda a população mundial.
  •          Falta pouquíssimo tempo para que tudo isso se cumpra; estamos nos últimos momentos. Você está preparado para subir ou para enfrentar a Grande Tribulação [1ª Jo 2:17 – E o mundo passa, e a sua concupiscência; mas aquele que faz a vontade de Deus permanece para sempre.]?
A centralização do poder nas mãos
de poucas pessoas comandadas por
um só homem é a principal
característica do governo do
Anti-Cristo

I – Quem é o AntiCristo

1. Definição etimológica[8]
  •          A palavra AntiCristo tem origem grega e, etimologicamente, significa “aquele que se levanta contra Cristo colocando-se em seu lugar”.
  •          Essa expressão define a ideia de que alguém se levantará dizendo ser o Cristo, mas que na realidade suas intenções são totalmente contrárias aos princípios cristãos.
  •          O termo anticristo também é usado como adjetivo em relação à pessoas que são contra ou que não acreditam em Cristo.
  •          A palavra AntiCristo aparece na Bíblia apenas quatro vezes – em 1ª João 2:18, 22, 4:3; 2ª João 1:7 – sempre referindo-se a ele como enganador e opositor a Cristo [1ª Jo 2:22 – Quem é o mentiroso, senão aquele que nega que Jesus é o Cristo? É o anticristo esse mesmo que nega o Pai e o Filho.].
As Escrituras não revelam quem é
o AntiCristo; somente o que se
sabe a respeito disso é que ele
será um homem com inteligência e
capacidade acima do normal, e
que suas estratégias de liderança
fascinarão o mundo

2. Definição teológica

  •          O AntiCristo não é o Satanás, mas sim seu maior representante humano.
  •          Sua missão é colocar em prática os planos malignos de Satanás, governando a terra para ele após o arrebatamento da Igreja.
  •          Em Apocalipse 13:1 ele é definido como a “besta que sobe do mar”, em 2ª Tessalonicenses 2:3 é chamado de “o homem da iniquidade”, e já no Antigo Testamento ele está classificado como o “assolador”.
  •          As Escrituras afirmam que o seu espírito já está na terra e que uma de suas características e negar que Jesus Cristo é o Messias, o mesmo que já esteve em carne entre nós e que foi crucificado para salvar a humanidade [1ª Jo 2:22 – e todo espírito que não confessa que Jesus Cristo veio em carne não é de Deus; mas este é o espírito do anticristo, do qual já ouvistes que há de vir, e eis que está já no mundo.].
Grandes catástrofes causadas por
atentados e desastres naturais,
assim como o desequilíbrio social,
a propagação de doenças e inúmeros
outros problemas afetarão a
humanidade de uma forma ainda mais
intensa nos últimos dias antes da
volta de Cristo

II – O aparecimento do AntiCristo

1. Tempo
  •          Pela sequência de acontecimentos, podemos concluir que a manifestação do Anticristo será depois do arrebatamento.
  •          Esse será o cumprimento da profecia de Daniel, denominada de Septuagésima Semana.
  •          Cada semana tem sete dias; cada dia representa uma ano. Então uma semana inteira representa sete anos: esse será o tempo total de seu governo;
  •          Em Daniel 9:27 diz que na metade desse período ele cessaria o sacrifício e a oblação, o que nos leva a entender que depois de três anos e meio ele violará seu pacto, deixando de ser um líder pacífico e iniciará uma terrível perseguição contra os que não o seguirem.
  •          As aflições desse período serão cruelmente arrasadoras para os que aqui estiverem, essa é uma das maiores razões que temos para crer que o arrebatamento da Igreja ocorrerá antes disso [Mt 24:21 – Porque haverá então grande aflição, como nunca houve desde o princípio do mundo até agora, nem tampouco há de haver.].
A mistura de religião e política é a
combinação perfeita que fará o
AntiCristo tão poderoso

2. Lugar

  •          O lugar de sua aparição é chamado no Apocalipse é chamado de Babilônia[9].
  •          Histórica e biblicamente, a Babilônia é uma grande metrópole que servia de sede para o Império Romano.
  •          O Império Romano foi o maior perseguidor de cristãos em toda a história do cristianismo.
  •          Quando, profeticamente, ele for reedificado, o AntiCristo se estabelecerá em Roma, transformando-a na capital do seu governo.
  •          A sede de seu governo religioso será em Jerusalém, e em Apocalipse 11:8 ela é chamada de Sodoma e de Egito[10]: dois sinônimos de rebeldia e pecado;
  •          Quando se iniciar a septuagésima semana de Daniel, ou seja: o governo do AntiCristo, o seu templo construído em Jerusalém já estará pronto;
  •          Ele se apresentará nesse templo como se fosse o próprio Deus, conforme está escrito em 2ª Tessalonicenses 2:3,4.
  •          Estando estabelecida em Roma e Jerusalém, a Besta que subirá do mar governará o mundo inteiro por quarenta e dois meses, tornando quase impossível a salvação a ponto de ser necessária a intervenção de Jesus abreviando o tempo da Grande Tribulação [Mt 24:22 – E, se aqueles dias não fossem abreviados, nenhuma carne se salvaria; mas por causa dos escolhidos serão abreviados aqueles dias.].
A imagem do dragão é utilizada
para representar Satanás porque
expressa bem a sua terrível
personalidade: fúria e maldade:
mas mesmo com sua força e
astúcia, ele não prevalecerá de
pé diante do julgamento do
Cordeiro de Deus: o
Todo-Poderoso

III – O sustento do governo do AntiCristo

1. Dragão
  •          O Dragão, também chamado em Apocalipse 12:9 de a Antiga Serpente, é o próprio Satanás.
  •          Esse é o mesmo Diabo, o qual aparece nas Escrituras com vários nomes;
  •          Sendo o enganador desde o princípio da história humana – ocasião em que enganou o primeiro casal, causando a queda humanidade­ -, continuará enganando – e tentando enganar – até os últimos dias enquanto ainda puder exercer influência sobre o homem.
  •          Embora ele pareça forte, poderoso e seja assustador, o seu fim será trágico juntamente com aqueles que o seguem [Ap 20:10 – E o diabo, que os enganava, foi lançado no lago de fogo[11] e enxofre[12], onde está a besta e o falso profeta; e de dia e de noite serão atormentados para todo o sempre.].
Muitos afirmam que o falso profeta
– que é a besta que sobe da terra –
seria um falecido Papa; porém, a
Bíblia não revela isso claramente e,
por uma questão de lógica, é mais
fácil acreditar que ele seja alguém
que estará vivo na época, porque
poucas pessoas teriam coragem de crer
ou aceitar como líder espiritual
alguém que já morreu

2. Falso Profeta

  •          O Falso profeta – assim como o AntiCristo – não é o Diabo, mas sim um de seus instrumentos que surgirá como um ministro cristão cheio de poderes, realizando grandes milagres e prodígios[13], fazendo até mesmo descer fogo do céu.
  •          Com estas sedutoras demonstrações de poder ele seduzirá a muitos, inclusive os cristãos não arrebatados que crerão que ele seja realmente um homem de Deus.
  •          Ele fará, entre muitos, dois grandes sinais de milagre em especial:
a)      A ressurreição do Anticristo, o qual morreria talvez num atentado, fato esse descrito em Apocalipse 13:3. Isso proporcionará a esse maligno governante mais poder e exaltação diante do povo, conforme vemos em Apocalipse 13:4;
b)      Ordenará à humanidade que ergam uma imagem de adoração ao Anticristo, e dará vida à ela para que pudesse falar. E todos os que não se curvarem a ela serão mortos.
  •          Assim como o Diabo e o AntiCristo, o falso profeta também terá um fim muito trágico [Ap 19:20 – E a besta foi presa, e com ela o falso profeta, que diante dela fizera os sinais, com que enganou os que receberam o sinal da besta, e adoraram a sua imagem. Estes dois foram lançados vivos no lago de fogo que arde com enxofre.].
Escondido atráz das promessas
de um falso evangelho, o
AntiCristo conquistará a grande
maioria da população da terra,
e depois a oprimirá com a
ditadura de seu governo
maligno

IV – A plataforma do governo do AntiCristo

1. A promoção da mentira
  •          Apesar de fazer uso da Palavra de Deus, o AntiCristo distorcerá completamente o conteúdo das Escrituras Sagradas.
  •          Com uma grande habilidade oratória[14], ele não terá dificuldades em enganar os habitantes da terra, incluindo os crentes que não foram arrebatados.
  •          Os que possuem o seu espírito já estão aí fazendo esse trabalho enganando multidões com o nome de Jesus.
  •          Praticar a mentira é uma característica própria do Diabo e daqueles que fazem a sua vontade [Jo 8:44 – Vós tendes por pai ao diabo, e quereis satisfazer os desejos de vosso pai. Ele foi homicida desde o princípio, e não se firmou na verdade, porque não há verdade nele. Quando ele profere mentira, fala do que lhe é próprio, porque é mentiroso, e pai da mentira.].
A perseguição contra os cristãos –
que sempre existiu em toda a
história do cristianismo – se
tornará ainda mais intensa; essa
será uma luta desesperada de
Satanás para tentar impedir que
algumas almas se salvem

2. A promoção do pecado

  •          Sua chegada já está sendo preparada; percebemos isso pelo aumento do pecado que já está praticamente fora de controle e tenta infiltrar-se na Igreja.
  •          Socialmente, a iniquidade já predomina sob os filhos desse mundo; pois o que é certo parece ser errado e o que é errado parece ser certo. Exemplos disso são o homossexualismo, o aborto, a eutanásia[15], a depravação através da cultura, o desrespeito no ambiente familiar e a banalização da corrupção e da violência entre muitas outras coisas;
  •          Agora, o zelo pelos mandamentos é chamado de preconceito e a reverência a Deus é chamada de desrespeito aos que não professam a mesma fé.
  •          No governo do AntiCristo, quem não aceitar a convivência com o pecado será condenado à morte; e ainda há muitos cristãos que reclamam de servir a Deus nos dias atuais.
  •          O aumento do pecado causará um afastamento cada vez maior entre o homem e Deus [Mt 24:12 – E, por se multiplicar a iniqüidade, o amor de muitos esfriará.].
A Besta imporá a adoração à ela,
fazendo com que aqueles que não
tiverem seu nome escrito no livro
da vida se prostrem diante dela;
uns farão isso espontaneamente e
outros por não resistirem à
opressão da perseguição; poucos
perseverarão em Cristo até o fim,
para alcançarem a salvação

3. A promoção do culto a Satanás

  •          Aos que ficarem nessa terra após a vinda de Cristo, será imposta a adoração à Satanás.
  •          Conforme podemos ver em Apocalipse 9:20, a idolatria representada por imagens dos mais diversos tipos, se propagará sobre a terra para que todos o adorem.
  •          A perseguição contra aqueles que persistirem em professar o cristianismo será tão implacável[16] que a possibilidade de salvação será mínima.
  •          Não será nada fácil resistir às duras perseguições que terão por objetivo impor a adoração ao AntiCristo, mas haverá salvação para aqueles que permanecerem firmes até o fim [Mt 24:13 – Mas aquele que perseverar até ao fim será salvo.].
Não sabemos detalhadamente o
que é e nem de que forma será
implantado o sinal da Besta na
mão direita ou na testa de
cada pessoa; a única coisa que
podemos perceber é que já há
vários indícios de que o reino
de Satanás sobre aqueles que
não forem arrebatados está
sendo preparado, o qual
encontra-se num estágio tão
avançado que podemos dizer com
toda certeza: o fim está
próximo!
4. A promoção de uma economia única
  •          Politicamente, uma das principais estratégias do governo do AntiCristo será a implantação de um sistema monetário único, ou seja: apenas uma moeda para todas as nações.
  •          As cédulas e as moedas não mais existirão, pois serão substituídas por códigos individuais inseridos diretamente no corpo humano: na mão ou na testa.
  •          O espírito do AntiCristo já testa esse sistema com os governantes atuais sob a desculpa de fácil localização em caso de sequestros ou fuga de presos, e também para facilitar o acesso à prontuários médicos em caso de acidentes ou cirurgias de emergência.
  •          O número seiscentos e sessenta e seis (666),que é temido por muitos, não tem que ser um motivo de preocupação agora; pois o seu verdadeiro significado ainda não nos foi revelado;
  •          O que vemos atualmente é a preparação de chips a serem implantados nos seres humanos e vários indícios de que possa haver uma unificação política, monetária e até religiosa [Ap 13:16-18 – E faz que a todos, pequenos e grandes, ricos e pobres, livres e servos, lhes seja posto um sinal na sua mão direita, ou nas suas testas, 17Para que ninguém possa comprar ou vender, senão aquele que tiver o sinal, ou o nome da besta, ou o número do seu nome. 18Aqui há sabedoria. Aquele que tem entendimento, calcule o número da besta; porque é o número de um homem, e o seu número é seiscentos e sessenta e seis.].
O cumprimento das profecias
escatológicas que falam de
guerras está muito mais perto
de nós do que pensamos; pois,
tudo aquilo que, ingenuamente,
imaginamos ser apenas resultado
do desequilíbrio social é, na
verdade, pura e simplesmente,
parte daquilo que tem que
acontecer, porque se não fosse
assim a Palavra de Deus não
seria fiel e verdadeira

Conclusão

  •          O governo do Anticristo durará por apenas sete anos, pois então o Senhor entrará com a sua justiça, destruindo-o.
  •          O período da Grande Tribulação findará juntamente com a queda do Anticristo, com a qual perecerão também os seus adeptos.
  •          Então todos os reinos – os que tiverem resistido – se prostrarão diante do verdadeiro Senhor, se submetendo ao seu reinado.
  •          Os acontecimentos dos últimos tempos da humanidade na terra terão a seguinte sequência:
a)      O Arrebatamento[17] da Igreja;
b)      A manifestação do AntiCristo trazendo sete anos de tribulação que serão divididos em duas fases de três anos e meio conhecidas como Tribulação e Grande Tribulação;
c)       A segunda volta de Cristo com a Igreja para julgar os ímpios, o AntiCristo e Satanás;
d)      O Milênio[18], que será o reinado de Cristo na terra por um período de mil anos, no qual Satanás será amarrado, depois solto por um breve período;
e)      O Juízo Final, que se iniciará com a batalha entre Gogue e Magogue[19], tendo início logo após a ressurreição dos mortos para enfrentar o julgamento do grande Trono Branco[20]; ocasião em que todos os inimigos do Senhor serão lançados no lago de fogo;
f)       Novos Céus e Nova Terra: o glorioso destino dos fiéis servos do Senhor de todas as épocas que viverão juntamente com Ele eternamente.
  •          Mas essa grande vitória está reservada apenas àqueles que resistirem ao governo do AntiCristo que, na verdade, sempre operou nesse mundo através de seu maligno espírito patrocinado por Satanás de várias diferentes formas ao longo da história da humanidade.
  •          Para vencer as ciladas do vil tentador é necessário obedecer a Palavra de Deus não cedendo ao atrativo sabor do pecado; pois os pecadores não entrarão no Reino dos Céus [Ap 22:15 – Bem-aventurados aqueles que guardam os seus mandamentos, para que tenham direito à árvore da vida[21], e possam entrar na cidade pelas portas. 15Ficarão de fora os cães[22] e os feiticeiros, e os que se prostituem, e os homicidas, e os idólatras, e qualquer que ama e comete a mentira.].
Jonas Martins Olímpio

A Nova Ordem Mundial, segundo as
denúncias de vários críticos,
estaria preparando, nos Estados
Unidos, um grande aparato como se
esperassem por uma grande tragédia:
estariam preparando campos de
concentração, trens e ônibus para
evacuação em massa, fortíssimos
esquemas de segurança para controle
de tumultos e, até mesmo, milhões de
caixões. Seria esse o preparativo
para o reinado do AntiCristo? Só
Deus sabe!

[1]AntiCristo: É uma denominação comum no Novo Testamento para designar aqueles que se oponham a Jesus Cristo, e também designa um personagem escatológico, que dominará o mundo após o arrebatamento da Igreja. O termo anticristo ocorre apenas quatro vezes na Bíblia, todas elas nas cartas do apóstolo João. As passagens são 1 João 2:18 , 2:22 , 4:3 e 2 João 1:7, onde o termo anticristo é definido como um “espírito de oposição” aos ensinamentos de Cristo. O Cristianismo crê, no entanto, que este “espírito” seja uma personificação de um “messias demoníaco” que virá nos últimos dias. Por essa razão, os cristãos creem que este anticristo é descrito em outros textos, tais como o livro de Daniel, as cartas de Paulo (como “o homem do pecado”) e o Apocalipse como a “Besta que domina o mundo”.

[2]Besta: Animal de quatro patas, de grande porte; animal de carga (Is 46:1). Em sentido figurado, uma criatura que representa a força bruta, a imoralidade e a oposição a Deus: o AntiCristo (Is 30:6; Ap 13:2-28).
[3]Diadema: Espécie de coroa enfeitada, usada pelos gregos e pelos romanos (Pr 4:9).
[4]Dragão: Serpente imaginária de grande tamanho e de aspecto assustador (Is 27:1). Satanás (Ap 20:2).
[5]Chaga: Lesão na carne causada por ferimento, queimadura ou tumor; o próprio ferimento ou a ferida aberta.
[6]Tabernáculo: A palavra tabernáculo vem do latim tabernaculum, “tenda”, “cabana” ou “barraca” e designa o santuário portátil onde durante o Êxodo até os tempos do Rei Davi os israelitas guardavam e transportavam a arca da Aliança, a menorá e demais objetos sagrados. Em hebraico se chamava mishkan, משכן, “moradia”, (local da Divina morada). Também se denominava mow’ed, מוֹעֵד, “Tenda da Reunião”. Era composto de três partes: Átrio Exterior, Santo Lugar e Santo dos Santos.
[7]Nova Ordem Mundial: Na teoria das relações internacionais, o termo “Nova Ordem Mundial” (NOM) tem sido utilizado para se referir a um novo período no pensamento político e no equilíbrio mundial de poder, além de uma maior centralização deste poder. Apesar das diversas interpretações deste termo, ele é principalmente associado ao conceito de governo global, ou seja: um só governante para o mundo inteiro.
[8]Etimológico: Relativo à etimologia (Estudo da origem e formação das palavras de determinada língua).
[9]Babilônia: Foi uma cidade-estado acadiana, fundada em 1867 a.C. por uma dinastia amorita, na antiga Mesopotâmia, cujas ruínas são encontradas na atual cidade de Al Hillah, na província Babil, atual Iraque, cerca de 85 km ao sul de Bagdá. A Babilônia, juntamente com a Assíria, ao norte, foi uma das duas nações acadianas que evoluíram após o colapso do Império Acadiano, embora raramente tenham sido governadas por acádios nativos. Recursos históricos disponíveis sugerem que a Babilônia foi primeiro uma pequena cidade que havia aparecido no fim do 3º milênio a.C. A cidade floresceu e alcançou a independência, com a ascensão da Primeira Dinastia Amorita da Babilônia, em 1894 a.C. O grande Império babilônico predominou no mundo antigo de 612 a 539aC.; Os arameus, assírios e os caldeus lutaram durante séculos pelo controle da Babilônia. O Rei assírio Assurbanípal venceu a luta em 648 a.C., e foi sucedido por Nabucodonosor II. Babilônia hoje é o local onde está situado o Iraque. Biblicamente, ela é um símbolo de opressão ao povo judeu; no Apocalipse, ela simboliza o lugar de onde o AntiCristo governará a terra por um período de sete anos.
[10]Egito: Com uma área de cerca de 1 001 450 km², o Egito limita a oeste com a Líbia, a sul com o Sudão e a leste com a Faixa de Gaza e Israel. O litoral norte é banhado pelo mar Mediterrâneo e o litoral oriental pelo mar Vermelho. A península do Sinai é banhada pelos golfos de Suez e de Acaba. A sua capital é a cidade do Cairo. Biblicamente, o Egito simboliza escravidão; pois a nação israelita ficou cativa no Egito por 400 anos até Deus libertá-la através de Moisés. O Egito também representa o mundanismo e o pecado.
[11]Lago de fogo: É o lugar de tormento eterno para onde irão os pecadores (Ap 21:8); também o Diabo e o AntiCristo serão lançados nele (Ap 20:10), assim como a morte e o próprio inferno (Ap 20:14). Esse é o triste destino daqueles que não forem achados escritos no livro da vida (Ap 20:15).
[12]Enxofre: Elemento amarelo inflamável com cheiro forte que existia em grande quantidade perto do mar Morto (Gn 19:24; Dt 29:23).
[13]Prodígio: Fenômeno extraordinário ou inexplicável que causa admiração. Maravilha; milagre. Pessoa de extraordinário talento; portento. Qualquer feito ou sucesso extraordinário.
[14]Oratória: Arte de falar em público; capacidade de se expressar; eloquência.
[15]Eutanásia: É a prática pela qual se abrevia a vida de um enfermo incurável de maneira controlada e assistida por um especialista.
[16]Implacável: Que não se pode aplacar, que é inexorável. Cuja violência não se abranda. Que não perdoa.
[17]Arrebatamento: Ação de arrebatar. Furor repentino; impulso. Rapto, retirada. Biblicamente, o arrebatamento da igreja consiste no fato de que Jesus, repentinamente irá tirar seus fiéis dessa terra (1ª Co 15:51,52).
[18]Milênio: Período de mil anos – após a grande Tribulação e antes do Juízo Final – em que Jesus reinará na terra com a sua Igreja
[19]Gogue e Magogue: Gogue e Magogue são descritos em Ezequiel 38-39 e em Apocalipse 20:7-8. Na profecia de Ezequiel, Gogue seria um líder de um grande exército que ataca a terra de Israel. Gogue é descrito como “da terra de Magogue, príncipe de Meseque e Tubal” (Ezequiel 38:2-3). Em Ezequiel, a batalha de Gogue e Magogue ocorre no período da tribulação. A evidência mais forte nesse conceito é que o ataque pode ter acontecido quando Israel estava em paz (Ezequiel 38:8, 11). De acordo com Ezequiel, essa era uma nação que tinha segurança e pôs a prova suas defesas. De acordo com Ezequiel, Gogue foi derrotado por Deus nas montanhas de Israel. O abate seria tão grande que levaria sete meses para enterrar todos os mortos (Ezequiel 39:11-12). Gogue e Magogue são mencionados novamente em Apocalipse 20:7-8. O uso duplicado dos nomes Gogue e Magogue em Apocalipse é para mostrar que aquelas pessoas demonstraram a mesma rebelião contra Deus e antagonismo para com Ele assim como em Ezequiel 38-39. O livro de Apocalipse usa a profecia de Ezequiel sobre Magogue para mostrar os últimos tempos; o ataque final a nação de Israel (Apocalipse 20:8-9). O resultado final dessa batalha é que tudo será destruído, e Satanás será lançado no lago de fogo e enxofre (Apocalipse 20:10).
[20]Trono Branco: Em Apocalipse 20:11, o trono representa um tribunal judicial em que serão julgados todos os pecadores. A cor branca representa pureza e refere-se a santidade daquEle que está assentado sobre Ele comandando o julgamento.
[21]Árvore da vida: Ela simboliza a vida eterna que Deus tem colocado à disposição da humanidade. Vemos esta árvore no início da Bíblia e no final. A árvore da vida (Ap 2:7; 22:2,14,19).
[22]Cães: Imundos, impuros. Esse era um termo pejorativo usado pelos judeus, referindo-se aos gentios. De acordo com a lei cerimonial, o cão era um animal imundo. Ser chamado de cão era uma ofensa muito grande. Devido a sua imundície, Satanás é popularmente chamado de cão.
Estudo Bíblico Baseado na Escola Bíblica Dominical da CPAD | 2º Trimestre de 2012 – Lição 10 | AD Belém – Setor 20 (Arujá/SP) – Congr. Pq. Rodrigo Barreto I | Jonas M. Olímpio

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s