Membros de seita vendiam salgados com carne humana

Bruna, Jorge e Isabel: trio de
assassinos canibais que comia
e vendia pastéis com a carne
de suas vítimas

    Na última semana (12/04/12), foram presas na cidade de Garanhuns, no estado do Pernambuco, três pessoas acusadas do assassinato de pelo menos três mulheres, seguido de esquartejamento e canibalismo. Trata-se de Jorge Beltrão Negromonte da Silveira, sua esposa Isabel Cristina Pires da Silveira e sua amante Bruna Cristina de Oliveira da Silva: os três viviam juntos. O trio assume que fazia parte de uma desconhecida seita chamada Cartel e que matava as mulheres numa “missão de purificação”. O primeiro crime teria ocorrido em 2008, e os outros recentemente; e só foram descobertos agora porque os assassinos fizeram compras numa loja com o cartão de crédito de uma das vítimas. Na casa dos criminosos, uma garota de cinco anos que vivia com eles foi quem mostrou à polícia o local aonde estavam enterradas duas mulheres.
Segundo evidências, essa criança seria filha da primeira vítima que foi morta em 2008: eles teriam matado a mãe e pego a filha para criar; na época, a menina teria apenas um ano de idade.

As vítimas estavam enterradas no
fundo do quintal; a polícia
encontrou o local com a ajuda da
garotinha de cinco anos que era
criada por eles

    Um dos detalhes mais chocantes dessa história toda é fato de que, segundo o que eles próprios teriam afirmado, além de comer, também utilizavam a carne dos corpos das vítimas para fazer os salgados que vendiam nas ruas. Se isso realmente for comprovado, muita gente pode ter se alimentado de carne humana sem saber. Segundo as declarações do senhor Jorge Beltrão – que é ator, escritor, músico, faixa preta de karatê, desenhista e assassino canibal -, todo esse ritual era feito em nome da tal da Cartel, que seria uma seita anticapitalista e contra a procriação da raça humana: razão pela qual eles matam mulheres; o tempo todo ele fala muito de Deus e diz que só matavam pessoas más seguindo orientações de vozes do além. Eles são suspeitos também do assassinato de várias outras mulheres desaparecidas na região, e existe ainda muita coisa obscura a ser esclarecida nesse caso.

Livro escrito pelo assassino
descrevendo os crimes, o qual
não é de se duvidar que se torne,
em breve, um dos mais
procurados best-sellers do país
ou talvez do mundo

    O que dizer de uma obra diabólica dessa que é como tantas outras que têm acontecido pelo mundo a fora ao longo dos tempos? Trata-se de mais um caso de executores de sacrifício humano à demônios que eles acreditam, ou fingem acreditar, ser uma ordem de Deus. Como cristãos, sabemos muito bem que Deus jamais pediu o aceitou sacrifícios humanos; pois somente uma vez ele pediu a Abraão que sacrificasse seu filho, mas fez isso para testar sua fé e, no último momento, impediu que o sacrifício fosse feito. Além do mais, matar não somente é crime, como também um terrível pecado. Quanto à purificação, jamais ela pode ser feita através de sangue, pois ela somente é possível por meio do perdão e do arrependimento dos pecados. Logicamente, argumentações espirituais ou religiosas não são aceitas pela Justiça e, por essa razão, certamente a defesa alegará que os três sofrem de distúrbios mentais ou algo assim; mas nós sabemos muito bem qual é a origem disso: sãações demoníacas facilitadas por aqueles que não entregaram sua vida a Deus e que agora recebem a recompensa pelos seus atos. Enquanto muitos de nós que se dizem cristãos, apenas criticam e pedem penas pesadas – apesar que realmente eles devem e merecem ser penalizados -, deveriam, na verdade, usar seu precioso tempo intercedendo por essas vidas, e muitas outras dessas, para que alcancem a misericórdia e o perdão divino, porque o desejo que deve haver no coração de um autêntico servo de Deus não deve ser a condenação, mas sim a salvação de todos, e não apenas dos bons; pois é isso que a Bíblia ensina. No demais, tome cuidado com os pastéis, as empadas e as coxinhas que são vendidos por aí!

Fonte: Diversas Agências de Notícias
Texto: Jonas M. Olímpio

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s