Pregadores ou predadores?

Cuidado com o “Evangelho”
fácil, pois a Palavra de Deus diz
claramente que a porta é estreita
e o caminho que leva à ela é
apertado, e que são poucos que
a encontrarão

    Em Mateus 7:15, Jesus fala claramente: “Acautelai-vos, porém, dos falsos profetas, que vêm até vós vestidos como ovelhas, mas interiormente são lobos devoradores.” Será que essa profecia era só para aquele tempo? O que vemos nos dias atuais são homens sem fidelidade à verdadeira Palavra de Deus, que estão mais preocupados mesmo é em ganhar fama e dinheiro. Muitas igrejas se transformaram num grande centro de marketing aonde são divulgados CD’s, DVD’s, livros e vários outros artigos, ou seja: o “evangelho” virou um grande meio de se ganhar dinheiro e, pra completar, esses tais “pregadores” só aceitam um convite se nos propusermos a pagar o valor que eles pedem e aceitarmos suas condições de “trabalho”: hotel de luxo, carro, comida boa, um grande público, som potente e várias outras coisinhas mais (Mt 21:13); Mas até aí, ainda é “tolerável”, afinal, desde que preguem a Palavra de Deus… 

A autêntica pregação do Evangelho
tem as seguintes características:
amor, justiça, arrependimento,
santificação, libertação,
compromisso com a verdade e
base bíblica em todo o seu
conteúdo; se estiver faltando algum
desses ingredientes, não coma
porque não foi Deus quem colocou
esse prato na mesa!

    Então, vejamos agora o conteúdo das mensagens da maioria deles: “Determine a sua
bênção!”; “Olhe para o irmão que está do seu lado e profetize vitória na vida dele!”, “Abençoe meu ministério para também ser abençoado!”; “Olha o anjo aí, pegue a sua chave!”, “Dê glórias a Deus bem alto, porque crente que não faz barulho tem defeito de fabricação!”Diante disso tudo, só pergunto uma coisa: Cadê o Evangelho de arrependimento? Não estou falando de tradição e usos e costumes não! Estou perguntando aonde está a mensagem da cruz; parece que ela ficou meio fora de moda, não é mesmo (At 20:29)? 

Lembra daquelas promessas que o
Senhor te fez? Pois elas não serão
cumpridas enquanto você não se
levantar dessa cadeira e dizer:
“Eis-me aqui Senhor!”

    Dizer que é missionário é fácil, o difícil é fazer Missão (Lc 10:3)! Já que entrei nesse assunto, o que significa mesmo fazer Missão? Em Mateus 10:7-10, Jesus nos dá uma pequena dica sobre esse assunto, a qual podemos resumir em quatro pontos principais: Primeiro: Anunciar a chegada do Reino de Deus. Prestem bem atenção que Ele disse “Reino de Deus” e não “reino da prosperidade”. Isso significa pregar a Palavra da salvação; Segundo: Usar os seus dons, inclusive os de cura e libertação. Isso significa se por aos pés do Senhor e deixar que Ele te use segundo a vontade dEle; Terceiro: Não cobrar por isso, porque se recebemos de graça, de graça também devemos dar. Isso significa que o que eu tenho não me pertence e que quem me deu, simplesmente confiou isso em minhas mãos para que eu reparta com os necessitados; Quarto: Não se apegar às coisas materiais, porque o trabalhador é digno de seu alimento. Isso significa que se realmente foi Ele quem te chamou, Ele vai te suprir. E só mais um detalhezinho interessante é que a Palavra diz claramente “alimento”, e não menciona nada sobre cachês, carros, hotéis, roupas caras e outras coisinhas mais. E então? Você ainda quer fazer Missão?

A Palavra nos alerta de que os
falsos profetas são lobos devoradores
que chegam até nós vestidos como
ovelhas, por isso não nos enganemos
com belas palavras, promessas
sedutoras, testemunhos de pessoas
que deem mais valor à coisas
materiais e nem mesmo com sinais e
maravilhas, mas busquemos
discernimento espiritual para
sabermos o que realmente é de Deus

    Mas, pra falar a verdade, esse negócio de Missão também anda meio fora de moda, pois o negócio agora é ser apóstolo, bispo, profeta e há quem se arrisque até na carreira de patriarca, o que não está errado porque, afinal de contas, ele está mesmo fundando – pra não dizer “afundando” – uma nova geração: uma geração que elege seus líderes segundo a sua própria concupiscência porque não quer continuar “presa” às doutrinas pregadas por aqueles que ensinam o autêntico Evangelho, que é aquele antigo que Jesus ensinou há dois mil anos atrás e que “não serve mais” para os dias de hoje, e causam comichões nos seus ouvidinhos, incomodam demais; alguns deles acreditam que viver a sã doutrina é viver uma doutrina que prega algo saudável para o seu ego, e que agrade os ouvintes. Antes de me bater ou de orar me amaldiçoando – digo isso porque também existem alguns “crentes” feiticeiros -, por favor, leia 2ª Timóteo 4:3 e reflita: que tipo de pregador você é, ou que tipo de pregador você prefere ouvir: aquele que enfrenta tudo para pregar a verdade, ou aquele que mostra um lindo mundo de fantasia ao seu público em nome de satisfazer seus interesses pessoais? Saiba que esses verdadeiros predadores de almas têm um lugar bem quentinho lá em baixo esperando por eles (Mt 7:15-23)… caso não se arrependam, é claro!


Jonas M. Olímpio

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s