Deus castiga os gananciosos

Texto Bíblico:
    (Ezequiel 34:18-20)  “Acaso não vos basta pastar o bom pasto, senão que pisais o resto de vossos pastos a vossos pés? E beber as profundas ágüas, senão que enlameais o resto com os vossos pés? E, quanto às minhas ovelhas, elas pastam o que foi pisado com os os vossos pés e bebem o que tem sido turvado com os vossos pés. Por isso, o Senhor Jeová assim lhes diz: Eis que Eu, Eu mesmo, julgarei entre o gado gordo e o gado magro.”

Não se entregar à ganância é recusar
as coisas ‘boas’ que  Satanás oferece,
e aceitar as grandes bençãos que
Deus tem pra te dar

História:
     Cativeiro da Babilônia. Ano 585ac, aproximadamente. O povo de Israel sofria duramente pela negligência de seus líderes; pois eles tinham o dever de ajuda-los e ensina-los, mas só estavam preocupados em satisfazer os seus próprios desejos. Então Deus usou o profeta Ezequiel para lhes mostrar seus erros, comparando-os a maus pastores de ovelhas. Dessa forma, Ele expressou sua insatisfação contra aqueles que agem em benefício próprio, não se importando com o sofrimento de seu próximo.

A tendência humana, em sua forma
natural, é agir de acordo com o
caráter do príncipe das trevas:
matar, roubar e destruir; somente
com a proteção de Deus é que
conseguimos conviver com essas
pessoas no mundo sem sermos
vítimas de sua maligna ganância

Mensagem:
    O rebanho de Deus tem que ser unido, pois somos ovelhas de um só pastor; temos
que dividir o mesmo pasto, cada um respeitando o espaço dos outros, para não sermos apartados do rebanho.

    “Acaso não vos basta pastar o bom pasto, senão que pisais o resto de vossos pastos a vossos pés? E beber as profundas ágüas, senão que enlameais o resto com os vossos pés?” – Devemos nos contentar com o que temos (1ª Tm 6:7,8; Hb 13:5); não colocando o coração nas coisas da terra (Mt 6:19-21); buscando as coisas do alto (Mt 6:33), e não buscando as coisas altas do mundo (Rm 12:16; 1ª Tm 6:9,17); não prejudicando ao próximo e nem a nós mesmos (Gl 5:26; Tg 4:2,3). Quem só pensa em si mesmo não prospera (Tg 3:16)!
    “E quanto às minhas ovelhas, elas pastam o que foi pisado com os vossos pés, e bebem o que tem sido turvado com os vossos pés.” – O que é de nosso próximo, não pertence a nós (Dt 5:21; Tg 5:4). Nossos atos podem trazer graves conseqüências aos outros (Is 32:7). E não é isso que Deus espera de nós (Ef 4:27-29)!
    “Por isso, o Senhor Jeová assim lhes diz: Eis que Eu, Eu mesmo, julgarei entre o gado gordo e eo gado magro.” – Deus é justo (Et 5:14; 7:9), e não deixará que nenhuma injustiça fique impune sobre a face da terra (Jr 22:13; Hc 2:9; Mc 4:22). Coitados daqueles que só pensam em si mesmos (Ez 34:2)!

O amor ao dinheiro é uma
terrível prisão aonde Satanás
cria um tão grande bloqueio na
mente de suas vítimas que as
faz viver pensando que ter
dinheiro é o mais importante, e
que vale tudo para alcançá-lo

Conclusão:
     O amor ao dinheiro tem destruído a muitos (1ª Tm 6:10); por isso o nosso amor deve ser dado primeiramente a Deus (1ª Tm 6:11; Mt 22:37), somente Ele sabe o que é melhor para nós (Rm 8:28). Portanto, sejamos fiéis a Deus, porque vale a pena (Mt 25:23)!

Jonas Martins Olímpio

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s