Desenterrou a mãe porque "Deus mandou ressuscitá-la"

Homem diz que profanou túmulo da mãe porque Deus o mandou ressuscitá-la
Os restos mortais da senhora
Nicolasa Gómez, que estava morta
há três anos, foram retirados do
caixão e iam ser queimados por
seu filho

    Esse estranho episódio aconteceu no dia 06 de janeiro de 2012, no cemitério de Asintal, a 270 quilômetros da capital da Guatemala. A polícia e os cidadãos da pequena cidade de Retalhuleu ainda tenta entender o que pode ter levado o jovem Jonás Tun Gómez, de 27 anos, a invadir o cemitério, abrir o túmulo de sua mãe que havia falecido há três anos, retirar seus restos mortais e ainda tentar incendiá-los. Os policiais foram chamados por pessoas que presenciaram o fato, se dirigiram ao local e o impediram de continuar seu macabro trabalho, conduzindo-o à delegacia. Algumas pessoas relataram que já o viram se drogando.

No Brasil, a violação de túmulo é
um crime tipificado como
vilipêndio de cadáver e tem pena
prevista de 1 a 3 anos de prisão

    Em seu depoimento, Jonás contou a absurda história de que homens vestidos de roxo, que o perseguiam, teriam dito a ele que Deus queria provar sua existência ao mundo, e por isso estaria lhe dando
poderes sobrenaturais para ressuscitar a sua mãe. Obviamente, essa história maluca não convenceu as autoridades, e a Justiça local o conduziu para análises psiquiátricas para saber se ele é mesmo perturbado como aparenta ou que outras intenções poderia ter com essa atitude. Caso não haja nenhum problema mental, ele poderá ser indiciado por tentativa de furto e violação de cadáver.

É inquestionável o fato de Deus ter
poder para tudo, inclusive para
ressuscitar mortos; mas para tudo
Ele tem seus critérios, razões e
propósitos, e uma das coisas que o
ser humano precisa entender é que
o importante não é escapar da
morte, mas sim se preparar para a
vida eterna

    Observando racionalmente o caso, só podemos imaginar duas possibilidades: um louco alucinado que não se conformava com a perda da mãe e imaginou realmente ter recebido uma ordem sobrenatural para ressuscitá-la, ou um drogado desesperado para sustentar seu vício que pode ter se lembrado que ela tenha sido enterrada com algo de valor. Mas independentemente da motivação racional, que é aquela que a Justiça e a população vão entender e aceitar, existe a motivação espiritual, e essa aí nós sabemos muito bem que é de origem maligna. Fatos como esse não são tão raros e, em quase todos eles, os acusados sempre contam praticamente a mesma história: “Deus me mandou fazer isso!”. Uma das táticas do Diabo para confundir o ser humano e afastá-lo de Deus é fazendo-o pensar que a busca de uma vida espiritual pode enlouquecer uma pessoa e levá-la a cometer até mesmo crimes bárbaros, muito piores do que esse. Mas, o que ocorre verdadeiramente com essas pessoas é que elas estão totalmente possuídas por espíritos malignos por razões que podem ter diversas explicações, ou simplesmente uma insanidade que ultrapassa seus limites também através de forças demoníacas que agem na mente bloqueando sua capacidade raciocínio e auto-controle, levando-as a cometer atos que não cometeriam em seu juízo perfeito. Situações como essas contribuem muito negativamente para a imagem do Evangelho que já anda bastante desgastada com tantos escândalos. Porém, cabe aos cristãos buscar mais assiduamente ao Senhor para continuarmos vencendo essa dura batalha, pois ainda há muitos outros “Jonás” por ai que trarão muitos espantos a esse mundo que não conhece Jesus.

Fonte: Diversas Agências de Notícias Cristãs
Texto: Jonas M. Olímpio 

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s