O que é ser crente?

Ser crente é ser diferente.

    Qual seria a resposta mais viável para essa pergunta? Ela parece ser tão simples, mas muitos, até mesmo entre os mais velhos e experientes, se embaraçam ao tentar respondê-la. Então busquemos o significado desse termo tão expressivo para nós da maneira mais confiável e clara possível: através da Bíblia Sagrada. Mas, antes de uma profunda análise bíblica sobre o significado da palavra crente, vejamos o seu significado na língua portuguesa: segundo os melhores dicionários, crente é aquele que crê ou a pessoa que tem fé religiosa. Então, como vimos aí, ser crente é acreditar, ter fé em algo e fazer parte de uma religião[1], independente de qual seja ela, mesmo que não esteja oficialmente ligado a uma igreja ou a qualquer outro tipo de instituição. Só que apesar de abranger todos os seguidores religiosos de uma forma geral, a expressão crente sempre foi mais utilizada
para se referir aos evangélicos[2], os quais são também chamados de protestantes devido ao fato de ao longo da história terem se levantado em protesto contra o domínio católico[3]. Porém, biblicamente falando, ser crente é muito mais do que simplesmente acreditar na existência e no poder de Deus, ir a um templo, usar as roupas recomendadas pelos seus líderes, colar adesivos com o nome de Jesus em seus veículos e participar costumeiramente das reuniões ou cultos praticados em sua congregação. Embora a salvação seja para aquele que crê, há uma diferença muito grande entre ser crente e ser salvo. Meditemos nas Sagradas Escrituras para que possamos compreender melhor essa diferença.

Essas são as características
básicas que o santíssimo
Deus quer ver em seus
filhos, a quem Ele fez
segundo a sua imagem e
semelhança

    Observe bem que em Gálatas 5:22 existe uma verdadeira “receita” de como devem ser as características de um verdadeiro crente: Mas o fruto do Espírito é: amor, gozo, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fé, mansidão, temperança. Nessa ocasião, o apóstolo Paulo explicava aos crentes da Igreja da Galácia[4] a importância de manter-se firme na presença do Senhor sem cair novamente nas armadilhas do inimigo e a diferença entre aqueles que são guiados pelo Espírito Santo e aqueles que não resistem às tentações da cobiça da carne contra o Espírito e acabam cedendo aos seus desejos pecaminosos. Simbolicamente, a palavra fruto significa resultado ou conseqüência, ou seja: é aquilo que acontece de acordo com as nossas atitudes; então podemos definir que o fruto do Espírito é o resultado da obra do Espírito Santo em nossa vida quando damos lugar a Ele. Mas, um detalhe interessante que devemos observar aí é que a palavra fruto está no singular, o que significa que, ao contrário do que muitos dizem, não existem nove frutos do Espírito, e sim um fruto com nove virtudes[5]; isso na prática quer dizer que na vida de um crente verdadeiramente espiritual deve haver todas essas qualidades ou, caso contrário, ele não está produzindo o fruto do Espírito, ou seja: não está agindo de acordo com a vontade de Deus. Mas como podemos afirmar que o servo do Senhor precisa ter todas essas qualidades para ser autêntico? Raciocine bem e nunca se esqueça disso: nenhum fruto pode estar completo se estiver faltando pelo menos um de seus gomos! Conhecemos a pessoa pelas suas qualidades, pois como o próprio Senhor Jesus nos ensinou, é pelo fruto que se conhece a árvore. Para entendermos isso melhor, analisemos agora cada uma das virtudes do fruto do Espírito, as quais não podem faltar na vida de um crente:

Ser crente é amar mesmo quando não é amado

Amor[6]

·         O amor tem que ser verdadeiro (Rm 12:9[7]);
·         Amar ao próximo é uma condição para sermos servos do Senhor (Jo 13:35[8] [9]);
·         Quem ama sabe perdoar (Pr 10:12);
·         Sem amor, tudo o que fazemos é em vão (1ª Co 13:1-7).
Ser crente é manter a
alegria mesmo em
momentos de dificuldades


Gozo[10]
·         Os que obedecem a Palavra de Deus vivem em permanente gozo (Jo 15:10,11);
·         A alegria é dada por Deus àqueles que amam e praticam a justiça (Sl 97:10-12);
·         Somente aqueles que têm alegria conseguem adorar, louvar e glorificar a Deus espontaneamente (Sl 98:4[11]);
·         A maior alegria do crente está na salvação da sua alma (Lc 10:20).

Ser crente é manter a calma em
qualquer situação

Paz[12]

·         A paz que nos foi deixada pelo Senhor Jesus Cristo tira toda a nossa perturbação e o medo (Jo 14:27).
·         Quem não vive na carne, mas sim no Espírito, tem vida e paz (Rm 8:6).
·         Somente quem confia em Deus consegue viver em paz (Sl 4:8);
·         Aqueles que clamam ao Senhor alcançam livramento contra os seus perseguidores (Sl 55:16-18; Pr 16:7).

Ser crente é entender que
para tudo na vida existe um
momento certo

Longanimidade[13]

·         Aqueles que esperam com paciência têm as suas orações ouvidas pelo Senhor (Sl 40:1);
·         Os que fazem a obra do Senhor devem saber agir com longanimidade (2ª Tm 4:2[14] [15]);
·         Os crentes que sofrem por amor do Evangelho, devem suportar essas aflições com paciência (2ª Co 1:6).
·         Longanimidade é uma das características daqueles que são dignos da vocação em que foram chamados (Ef 4:1,2).

Ser crente é desejar o bem de
seu próximo, não importa quem
ele seja
Benignidade[16]
·         Quem age benignamente sempre tem ajuda por parte de Deus e dos homens (Pr 3:3,4[17]);
·         A benignidade nos transforma em pessoas desejáveis (Pr 19:22);
·         A benignidade juntamente com a verdade faz prosperar os trabalhos de nossas mãos (Pr 20:28);
·         Os eleitos de Deus devem estar sempre revestidos de benignidade (Cl 3:12,13).

Ser crente é fazer pelos
outros tudo aquilo que
gostaria que fizessem por
você

Bondade[18]

·         A bondade é uma virtude que procede do coração do homem (Lc 6:45);
·         Ser bondoso é uma das características daqueles que realmente se entregaram ao Senhor (Ef 5:9);
·         Os que praticam a caridade sempre são abençoados (Pr 22:9);
·         Os bondosos acharão vida, justiça e honra (Pr 21:21).

Ser crente é ter fé para ser fiel 
até o fim
[19]
·         Sem fé é impossível agradar a Deus (Hb 11:6);
·         A fé é essencial para aqueles que buscam cura para as suas enfermidades (At 14:8-10[20] [21] [22]);
·         Quem se dispõe a fazer algo para Deus deve, acima de tudo, ser fiel (1ª Co 4:2);
·         A fidelidade é indispensável para aqueles que buscam a salvação (Lc 18:8).

Ser crente é se conter em
momentos de fúria, mesmo
contrariando os instintos
do homem carnal
Mansidão[23]
·         Sabedoria é uma das virtudes dos mansos (Tg 3:13);
·         Quem sabe agir com mansidão não entra em contendas (2ª Tm 2:23-26[24]);
·         Não há como evangelizar ou dar bom testemunho perante os infiéis se não tiver mansidão (1ª Pe 3:15[25]).
·         Até mesmo quando temos razão para corrigir alguém, temos que saber agir com mansidão (Gl 6:1).

Ser crente é saber se planejar
e calcular as consequências
positivas e negativas de seus
projetos antes de tomar
qualquer decisão
Temperança[26]
·         O crente sábio consegue ter controle sobre a sua língua (Cl 4:5,6).
·         O homem que é capaz de dominar a si próprio é superior àquele que tem grande força física (Pr 16:32).
·         O domínio próprio é uma das virtudes que nos ajudam a prosperar (2ª Pe 1:3-8).
·         Aqueles que profetizam têm controle sobre o seu próprio espírito (1ª Co 14:31-33,40).
O verdadeiro crente é aquele
que consegue viver bem com
Deus, com o próximo e com ele
próprio


    Na Bíblia (versão ARC), a palavra crente é mencionada cinco vezes: quando Jesus, depois de crucificado, aparece ao descrente Tomé[27] (Jo 20:27); numa narração de Lucas se referindo à mãe de Timóteo[28] (At 16:1); o apóstolo Paulo pregando sobre Abraão (Gl 3:9); e, novamente, Paulo cita essa palavra por duas vezes ensinando sobre o dever da igreja de sustentar as viúvas (1ª Tm 5:16). Então, como vimos aqui, a expressão crente é biblicamente usada para se referir aos fiéis no Novo Testamento. Porém, para nós o mais importante não é como nos chamamos ou como somos chamados, e sim se verdadeiramente o fruto do Espírito está sendo plantado, regado e produzido em alta escala e em boa qualidade em nossa vida.




[1]Religião: Instituição social com crenças e ritos. Serviço ou culto a Deus, ou a uma divindade qualquer, expresso por meio de ritos, preces e observância do que se considera mandamento divino.  Sentimento consciente de dependência ou submissão que liga a criatura humana ao Criador.
[2]Evangélico: Do Evangelho ou a ele relativo. Quem vive conforme os princípios do Evangelho.  Pertencente ou relativo ao protestantismo.
[3]Reforma Protestante: A Reforma Protestante foi um movimento reformista cristão iniciado no século XVI por Martinho Lutero, que, através da publicação de suas 95 teses, protestou contra diversos pontos da doutrina da Igreja Católica, propondo uma reforma no catolicismo.
[4]Galácia: Província romana situada no centro-norte da Ásia Menor, onde hoje está a Turquia. A Galácia foi visitada por Paulo (At 18.23) e ali havia várias igrejas (1ª Co 16.1).
[5]Virtude: Hábito de praticar o bem, o que é justo; excelência moral; probidade, retidão. Boa qualidade moral. O conjunto de todas as boas qualidades morais. Austeridade no viver. Força moral; valor, valentia, coragem.
[6]Amor: Sentimento de apreciação por alguém, acompanhado do desejo de lhe fazer o bem  (1ª Sm 20:17).
[7]Aborrecer: Sentir horror; detestar  (Lv 19:17), desgostar  (Fp 3:1), desprezar  (Gn 29:33).
[8]Tinir: Som agudo e vibrante.
[9]Leviandade: Procedimento irrefletido, precipitado ou sem seriedade; imprudência (Jr 23:32; 2ª Co 1:17).
[10]Gozo: Prazer, júbilo, emoção agradável. Satisfação intelectual, moral ou material. Posse ou uso de alguma coisa de que traz satisfação ou vantagem. Graça, motivo de alegria.
[11]Celebrar: Festejar; comemorar; realizar com solenidade (Sl 98:4; Mt 22:2; 26:18).
[12]Paz: Grande quietação e sossego.
[13]Longanimidade: Qualidade de quem tem grandeza de ânimo. Benigno, complacente,indulgente, corajoso, generoso, paciente, resignado, longânimo.
[14]Instar: Insistir.
[15]Redarguir: Repreender, replicar, responder.
[16]Benignidade: Bondade, misericórdia. Não é o simples ato da bondade em si, mas a intenção e o prazer de ser bondoso.
[17]Atar: Amarrar.
[18]Bondade: Qualidade de bom. Disposição natural para o bem. Benevolência, brandura, indulgência. Boa índole. Cortesia, favor, mercê. Justiça.
[19]Fé: Crença, crédito; convicção da existência de algum fato ou da veracidade de alguma afirmação. Crença nas doutrinas da religião cristã.
[20]Listra: Cidade da Licaônia, onde Paulo encontrou Timóteo (At 14:6-21; 16:1-2).
[21]Leso: Contuso, ferido, ofendido, violado. Apalermado, atoleimado. Tolhido. Paralítico.
[22]Coxo: Aquele que tem defeito em uma ou nas duas pernas.
[23]Mansidão: Modo de agir pacífico e bondoso; delicadeza (Sf 2:3; 1Co 4:21).
[24]Remir: Aproveitar. Libertar mediante o pagamento de um preço.
[25]Diligência: Zelo, cuidado, prontidão.
[26]Temperança: Capacidade do ser humano de controlar o seu comportamento.
[27]Tomé: Nome hebraico do apóstolo também conhecido por Dídimo, nome grego que também quer dizer “gêmeo”. É mencionado em (Mc 3:18; Jo 11:16; 14:5; 20:24-29; 21:2).
[28]Timóteo: (Significa Honrado por Deus; Honra a Deus) Companheiro e ajudante de Paulo (At 16:1-5; 17:10-15; 18:5; 19:21-22; 20:3-5; 2ª Tm 1:6; 4:9,21). Recebeu instrução religiosa de sua mãe e de sua avó (2ª Tm 1:5; 3:15). Foi pastor da Igreja de Éfeso (1ª Tm 1:3).

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s